Autoengano: porque boicotamos a nossa própria vida

Autoengano: porque boicotamos a nossa própria vida

Muitas coisas podem afastar uma pessoa do seu objetivo. A linha reta nem sempre é uma realidade. Existem muitos desafios e obstáculos para serem superados.

Mas, e se eu dissesse que o que te impede de executar aquela meta tão importante é você mesmo?

O que é autoengano?

Existem aspectos específicos da dinâmica psíquica que podem te boicotar e não se dá conta disso.

De pequenas ações a grandes objetivos, o autoengano pode estar presente em tudo! No nosso cotidiano, vivemos inúmeros exemplos disso, dos mais inofensivos àqueles que nos colocam na esfera mais nociva e, até mesmo, destrutiva.

Quem aqui não adianta o relógio alguns minutos só para ter a sensação de que chegou mais cedo em algum compromisso?

Isso, sabendo que o fato de ter adiantado o relógio não muda o fato de estar adiantado, no horário ou mesmo atrasado.

Tenho recebido inúmeros pacientes que trazem uma queixa, com toda a receita disponível para resolver, mas simplesmente não conseguem.

Por exemplo, alguém que se queixa de excesso de peso e vive pesquisando sobre dietas, lê tudo o que tem sobre o assunto, estuda e põe em prática.

Nesse caso, a pessoa virou quase uma expert no tema, mas, na prática, nada realizou. O plano das ideias e da mentalização está presente, mas os aspectos inconscientes aparecem, e aí entra a autossabotagem.

Parece não fazer sentido, não é mesmo? Mas, acontece com mais frequência do que você imagina.

A verdade é que mentimos para nós mesmos o tempo todo. As ilusões e aspectos projetivos estão presentes e, muitas vezes, descolados da realidade.

É importante afirmar que nem todos os eventos são apreendidos de forma consciente, e que nossas ações nem sempre são direcionadas pela pulsão de vida.

Às vezes, certas ações dizem respeito ao aspecto destrutivo e à pulsão de morte.

Como resolver?

Estar advertido desses mecanismos, conscientes ou inconscientes pode ajudar com a forma que lidamos com as nossas dificuldades.

Assim, compreendendo as repetições, identificando os elementos de autoboicote ou autoengano, podemos reverter ou reduzir estes comportamentos, contribuindo para uma vida mais assertiva e saudável.

Add Your Comment